Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias Procon de Alagoas leva serviços aos consumidores de Murici
26/09/2017 - 10h02m

Procon de Alagoas leva serviços aos consumidores de Murici

Audiência, fiscalização e atendimentos estiveram entre as atividades realizadas pelo órgão

Procon de Alagoas leva serviços aos consumidores de Murici

Levar as ações da Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor de Alagoas (Procon/AL) para as diferentes regiões de Alagoas. Esse é papel que o projeto ‘Procon no Interior’ vem realizado ao longo do ano. Nesta segunda-feira (25), os serviços foram intensificados no município de Murici, na Zona da Mata alagoana.

 

As atividades aconteceram por meio de parceria com a Prefeitura e teve como objetivo promover a cidadania e garantir direitos constitucionais. Foram oferecidos serviços de audiência, formalização de denúncia e orientação ao consumidor e fornecedor, além de fiscalizações educativas, distribuição do Código de Defesa do Consumidor (CDC) e dos adesivos com o número de atendimento do órgão, o 151.

 

O superintendente do Procon Alagoas, João Neto, pontua que ação é uma oportunidade de expandir o trabalho do órgão a todos os cidadãos.

 

“Esse é um trabalho que vem somar forças aos nossos serviços nessa região. Assim, buscamos oferecer atendimento de qualidade, eficiente e sem grandes deslocamentos”, esclarece João Neto, acrescentando que Murici conta ainda com um polo de atendimento, que fica localizado na Prefeitura. “Os consumidores da região com alguma demanda devem procurar a unidade ou nosso auto atendimento disponível no site do órgão”, completou.

 

Fiscalização

 

O trabalho dos fiscais do Procon/AL em Murici consistiu em uma ação educativa que averiguou, aproximadamente, 30 estabelecimentos comerciais dos diferentes segmentos, como postos de combustíveis, supermercados, lojas, bancos, entre outros.

 

“Verificamos se esses pontos comerciais seguem o que diz o CDC, no entanto, nossa visita busca informar e orientar esses comerciantes sobre os direitos do consumidor”, finaliza o fiscal, acrescentando que os estabelecimentos visitados receberam um exemplar do Código de Defesa do Consumidor e adesivos com o número do 151.

 

Por Débora Vieira 

Ações do documento