Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias Em megaoperação conjunta, Procon Alagoas apreende quase 2 mil kg de lacticínios
11/05/2017 - 17h00m

Em megaoperação conjunta, Procon Alagoas apreende quase 2 mil kg de lacticínios

A ação ocorreu em parceria com o Ministério Público Estadual (MP/AL), Vigilância Sanitária, Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas (ADEAL) e a Polícia Militar

Em megaoperação conjunta, Procon Alagoas apreende quase 2 mil kg de lacticínios

Além dos produtos que não possuíam o SIF, mercadorias com qualidade duvidosa foi apreendido para descarte.

A Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon/AL), o Ministério Público Estadual (MP/AL), a Vigilância Sanitária e a Política Militar, realizaram, nesta quinta-feira (11), a megaoperação “Segurança Alimentar”, onde apreendeu produtos irregulares das empresas que não possuíam o SIF (Serviço de Inspeção Federal).

Além dos produtos que não possuíam o SIF, mercadorias com qualidade duvidosa foi apreendido para descarte. “Reforçamos que nenhum dos produtos estava com a validade vencida, mas estavam irregulares por falta da inspeção e a autorização da fabricação”, declarou o superintendente, João Neto.

No total, 1.726 kg de laticínios foram apreendidos por falta da autorização da fabricação. Dentre os itens, estão: queijo coalho, queijo manteiga, bacon, queijo muçarela, latas amassadas, manteiga de garrafa. Os alvos da operação foram: o Mercado da Produção e seu entorno, Mercado do Jacintinho e o estabelecimento Laticínio Sertanejo.

Essa foi uma das maiores operações realizadas pelo órgão, por conta da sua grande proporção. “Recolher quase 2.000 kg de produto irregular é algo muito importante. Foi uma ótima oportunidade e já estamos nos articulando para dar continuidade a ela”, comentou o fiscal do Procon/AL, Roberto Melo.  

Com a ação, foram lavrados termos de intimação, apreensão, interdição e autos de infração nos locais irregulares. Quanto ao material recolhido, foi levado imediatamente para descarte no aterro sanitário. “Esse tipo de operação conjunta é muito importante. Esperamos continuar unindo forças na defesa do consumidor alagoano, garantindo que seus direitos sejam respeitados”, concluiu o superintendente.

 

Por Amanda Oliveira

Ações do documento