Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias Cobrança indevida/abusiva lidera ranking de reclamações do Procon em 2016
09/01/2017 - 08h46m

Cobrança indevida/abusiva lidera ranking de reclamações do Procon em 2016

Após a divulgação da lista de empresas mais reclamadas do ano, órgão disponibiliza o ranking de reclamações feitas pelos consumidores

 Cobrança indevida/abusiva lidera ranking de reclamações do Procon em 2016

No ranking, o maior número de atendimentos (17,52%) ocorreu por cobrança indevida/abusiva

Após a divulgação da lista de empresas mais reclamadas do ano, a Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor de Alagoas (Procon/AL) disponibiliza o ranking de reclamações feitas pelos consumidores em 2016 nos polos do órgão.

No ranking, o maior número de atendimentos (17,52%) ocorreu por cobrança indevida/abusiva, com o total de 5.619 de reclamações. Em segundo lugar vem a queixa por produto com vício, totalizando 5.496 reclamações. A não entrega/demora de entrega de um produto também aparece na lista com 2.056 (6,41%) indagações.

Os dados são do Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (SINDEC) e representam 75,8% das reclamações feitas entre os dias 1 de janeiro e 31 de dezembro de 2016, correspondendo as 10 principais queixas dos consumidores.

O levantamento serve, além de divulgar aos consumidores, para conscientizar as empresas para trabalharem na diminuição de certos tipos de reclamação. “Coletamos esses dados para mostrar as empresas que algo em sua prestação de serviço está errado. Como divulgamos as empresas mais reclamadas, também temos o dever de informar aos consumidores e fornecedores do que esses atendimentos se tratavam”, explicou o superintendente do Procon Alagoas, João Neto.

Ainda segundo informações do superintendente, o Procon irá dialogar com essas empresas com objetivo de diminuir as queixas dos consumidores. Confira o ranking completo aqui: http://www.procon.al.gov.br/empresas-mais-reclamadas/ranking-mensal-de-atendimento/rel_area_assunto_problema_2016.pdf/view.

 

Por Amanda Oliveira

Ações do documento